sábado, 28 de setembro de 2019

Olodum participa do Festival Akwasidae em Ghana

Olodum participa do Festival Akwasidae em Ghana

 A banda Olodum participara das celebrações do Festival Akwasidae em Ghana África, no próximo mês (06) outubro. O rei Otumfuo II visitou o Olodum em 2017 e ficou impressionado com a recepção cultural oferecida pelo Olodum, afirmando que “foram as melhores memórias que tiveram do Brasil.” Na ocasião, o monarca da nação Ashanti manifestou a importância de assegurar a continuidade das relações entre as nações, considerando a cultura como o “ponto de irmandade entre as duas culturas”.
Na viagem, o Olodum também participara das celebrações de 20 anos de reinado do grande líder dos Ashanti que assumiu o trono em 26 de abril de 1999. Otumfuo Osei Tutu II é o 16º Rei dos Ashanti descendente direto do fundador do Império Asante, Osei Tutu I.  Em duas décadas de reinado o Asantehene Otumfuo, tem defendido as tradições culturais do seu povo como um elo gerador de paz.
 
 
O Festival Akwasidae acontece na cidade de Kumasi, com mais de um milhão de habitantes, capital histórica e espiritual do antigo Reino Ashanti. A celebração é rica de herança cultural, respeito a ancestralidade, fortalecimento dos laços tradicionais, demonstração de unidade, manutenção da lealdade e também data comemorativa em que o Ashanti Golden Stool foi magicamente trazido do céu.

Na agenda de compromissos da Banda Olodum, também esta previsto show em Accra, capital de Ghana, onde se localiza as principais instituições políticas, econômicas e culturais do país.

Na visita esta previsto visitas à castelos e fortes, símbolos significativo e emotivo dos encontros europeu-africanos e ponto de partida da diáspora africana. Porém  a visita mais significativa será na  comunidade Tabom, local onde os primeiros afro-brasileiros desembarcaram no inicio do século 20, em um movimento descrito por alguns pesquisadores como “diáspora reversa”. 

O Olodum desenvolve desde a sua fundação em 1979, um trabalho de aproximação com os países do continente africano através de suas canções, poesias e temas de carnaval (em 2014 o Ghana foi homenageado através da nação Ashante), estimulando a auto-estima e o orgulho dos afros-brasileiros.
Aos 40 anos, o Olodum mantém suas raízes de luta pela afirmação da cultura negra. Para isso tem em sua estrutura um projeto pioneiro de educação: a Escola Olodum, que tem como missão o desenvolvimento da cidadania e preservação da cultura negra.

Esta viagem ao Ghana, também chamada Olodum Ghana The of return, também vai proporcionar vivências culturais para um grupo de jovens afro-brasileiro da Escola Olodum que pela primeira vez participarão de uma viagem internacional ao continente africano como músicos da Banda Olodum.
 
CRÉDITOS: BIS PR
 
 
Postagem mais antiga → Página inicial